sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Conversa Franca


Eu não tinha mais razões pra continuar com raiva dela, tinha? Eu precisava mesmo ignora-la ? Eu realmente estava ficando LOUCA, eu precisava mesmo voltar a falar com ela, mas como ? Minha mente e meu coração falavam que era pra eu ir, enquanto o meu orgulho se recusava a me deixar ir, eu sou assim desde criança MUITO ORGULHOSA :x . Depois de um tempinho com o meu dilema pessoal, eu decidi que iria falar com ela, mesmo que isso ferisse meu orgulho,mesmo que ela não quisesse olhar na minha cara.Eu TENTARIA!
Ela estava no corredor, do lado dos armários, com uma expressão vazia, fitando o nada.
- Oi!- Falei tentando me controlar, de repente tinha um nó na minha garganta, eu não sabia mais o que falar, eu estava com...com medo
Ela me olhou com a mesma expressão vazia. Eu não estava mais com medo, estava
APAVORADA! :O’
- O que você quer ? – Ela falou num tom áspero, voltando a olhar pro nada. Eu imaginei que ela estivesse na defensiva
- Conversar, eu acho – Falei olhando para o chão, não estava com coragem o suficiente pra olhar pro rosto dela.
Depois de uns 3 minutos, eu finalmente olhei para cima, agora ela estava com uma expressão incrédula mas não conseguia disfarçar a curiosidade, isso era bom!
- Sem gritos ? – Ela perguntou dando uma risada baixa
Eu tive que rir também
- Sem gritos – Respondi reprimindo um sorriso
- Promete ?
- Prometo, agora por favor você pode me escutar ?
- Vá em frente. Sou toda ouvidos
Eu respirei fundo tentando dar ADEUS ao meu orgulho
- Ér...bem...É que eu... hum – Foi isso o que saiu da minha boca
- Nervosa ? – Ah cara, ela sempre sabia como eu estava me sentindo :x’
- Um pouco – admiti
- Não fique, sou só eu
E era por isso que eu estava nervosa, porque ela era só ela :x. Tomei coragem e foi, saiu tudo de uma só vez. Expliquei pra ela que não estava chateada, pedi desculpas, agora era oficial, meu orgulho estava totalmente DILACERADO :x eu terminei com o bom e velho:
- Você me perdoa ?
Ela tinha escutando tudo com atenção, tinha ficado quieta demais, isso não era da Vivian
- Não – Ela falou olhando nos meus olhos
- Não ? – Repeti a palavra incrédula, eu não estava sendo capaz de acreditar no que acabara de ouvir. Lagrimas brotaram em meus olhos
- Não, – ela fez uma pausa e depois continuou – porque não há nada o que perdoar.
As lagrimas caíram, mas agora era de felicidade e não mais de tristeza
- E aí, não vai me dar um abraço ? – Ela perguntou no mesmo momento em que abria os braços pra me abraçar
Eu a abracei, ela realmente NUNCA deixou de ser a minha MELHOR AMIGA

4 comentários:

  1. Own, que lindo *-*
    Quase que exatamente o que me aconteceu há uns dias *-*



    Beijinho :*

    ResponderExcluir
  2. AH! que Liinddoo Rayssa *-*
    realmente, enfrentar nosso próprio orgulho e fazer com que ele seja insignificante em determinadas situações é realmente dificil >_< HAUISHASUIH' ok, parei :D
    Brigar com a melhor amiga é tão ruim (? nessas discussões por mais bobas que sejam sempre passa um filme na sua cabeça, sei bem oq é isso AHSUIAHSUAHSUIH'U mais ninguéem te conhece tão bem como a sua melhor amiga, ninguém vai te consolar e te ajudar tão bem nos piores momentos da sua vida. Então não importa a briga ou a discussão, dependendo do assunto, vale a pena engolir o orgulho e tentar resolver tudo :DD por mais que seja dificil. adorei sua atitude *-* e vc escreve mto bem AHSUIAHSUAHSAUISHAUISHAUISHUH'U Parabéns.
    ps: ignora tudo oq eu falei, só to com vontade de digitar e... (? ASHUIAHSAUISH' brincs' :D
    Bgs.

    ResponderExcluir
  3. tem o dom da literatura essa minina ;D
    perfo³ demaaais

    ResponderExcluir
  4. aaaah, chorei ;'( "nao tenha, sou só eu"

    ResponderExcluir