domingo, 31 de outubro de 2010

Opostos


Ele, o garoto mais popular do colégio.

Eu, uma simples novata.

Ele, um guitarrista de banda.

Eu, uma pianista.

Ele, o garoto mais lindo do colégio.

Eu, a garota mais inteligente.

Ele, o cara dos meus sonhos

Eu, uma simples garota ao ver dele.

Andei furiosamente na direção oposta a ele.

- Clarisse. Vem aqui. – Chamou-me Alicia mais uma vez.

Fui até ela de má vontade.

- O que foi que aconteceu com você?

- Nada.

- Eu te conheço Clarisse. O que foi?

Engoli em seco, admitir o que estava acontecendo seria admitir minha fraqueza, mas eu não podia mentir, não para Alicia, a quem eu conheci recentemente, mas já virou minha melhor amiga.

- Ele, Alicia. – Falei olhando além do seu ombro.

Alicia virou-se nada discreta e começou a encará-lo descaradamente, senti meu rosto ferver de vergonha. Pare de olhar Alicia, ele vai notar.

- O que tem o Derek, Clar?

- Eu... – Respirei fundo, mal acreditando no que iria falar. – Eu gosto dele, Alicia.

- O que? – sua expressão perplexa mostrava o quanto ela estava surpresa.

- Isso mesmo que você ouviu. – Virei-me e comecei a andar novamente, Alicia veio andando atrás de mim.

- Mas, você tem esperanças?

Balancei a cabeça negativamente. Mentindo.

Alicia pareceu mais aliviada quando voltou a falar:

- Bem, nada contra ter esperanças, sabe aquela frase ‘Os opostos se atraem’ – Ela não faz à mínima ideia do quanto está certa - acho que é verdadeira, mas também acho melhor você não criar esperanças esse cara só liga pra ele.

Lembrei então do toque de Derek em meu pescoço, sua boca suave traçando uma trilha de beijos pelo meu rosto até chegar a minha boca. Todos os pelos do meu corpo arrepiando-se em resposta ao seu toque.

Mas eu não podia contar nada para ninguém. Nunca. Nem em um milhão de anos. Se alguém, algum dia, descobrisse que eu namoro escondido com Derek estaria tudo perdido, iriam começar as provocações e nunca mais teríamos paz novamente.

- Olá – disse Alicia tentando chamar minha atenção. – Terra para Clar, vamos senão vamos perder a primeira aula.

A minha primeira aula era de biologia, a da Alicia era de álgebra, despedimo-nos e cada uma foi para suas respectivas aulas.

Quando entrei na sala não havia praticamente ninguém lá, e as pessoas que estavam não prestavam atenção em mim, somente uma, que olhava para mim com um largo sorriso no rosto. Derek já estava sentado no lugar de sempre, esperando somente por mim.

Sentei-me na frente dele. Senti seus lábios quentes em meu pescoço e estremeci de prazer.

- Eu estava morrendo de saudades – sussurrou ele em meu ouvido.

- E eu de você. – Respondi.

Como fui parar nessa situação mesmo? Amar alguém sem poder falar.

Lembrei da primeira vez que Derek me beijou. Estávamos brigando. Como sempre.

- Você é um estúpido Derek Holles.

- Pelo menos eu tenho popularidade, você sabe o que é isso? Alguma vez na sua vida você teve todas as pessoas ao seu redor querendo ser suas amigas, fazer de tudo para lhe agradar?

Trinquei os dentes. Ele tinha acertado o meu ponto fraco. Não, eu nunca tive ninguém ao meu redor prontos para fazer tudo o que eu queria, nunca na minha vida eu tive milhares de pessoas querendo ser minhas amigas.

- Todas menos eu. – Disse eu entre dentes. – Para mim você não passa de um otário Derek. Por mim você podia se explodir que o mundo ficaria bem melhor.

Comecei a andar. Escutei passos atrás de mim. E um leve sussurro na minha nuca.

- Não tão rápido Clarisse.

Ele puxou meu braço fazendo com que eu ficasse de frente para ele. Ficamos imóveis por um tempo. Nossos rostos a centímetros de distancia, até que ele aproximou ainda mais seu rosto do meu fazendo sua boca encostar a minha. Fazendo fagulhas de eletricidade espalharem-se por todo o meu corpo.

- Bom dia a todos – A voz da Srta Marris ecoou pela sala trazendo-me de volta ao presente.

O dia passou lento e melancolicamente.

Agradeci aos céus quando a aula acabou e fui em direção ao ginásio onde sempre encontrava Derek, mas alguém já estava lá. Eu já ia embora quando escutei sua voz.

- Eu adoro você Lana.

Escutei o riso da garota. Olhei pela porta entreaberta e vi Lana beijando Derek, o meu Derek. O meu namorado.

- Eu já sabia disso Dek – disse ela quando os dois pararam para respirar.

Agora foi a vez dele de rir.

Eu não sabia o que pensar. Não sabia o que fazer. Lana e Derek? Derek e Lana? Não é possível, não pode ser possível.

Quanto tempo desperdicei com Derek. Quantas aulas de piano perdi por sua causa. Quanto tempo da minha vida perdi com ele. Uma lagrima desceu pelo meu rosto.

Comecei a andar, queria ir o mais longe dali possível, se pudesse eu desapareceria.

Uma voz começou a sussurrar em minha mente, uma voz que há muito tempo eu deixei de escutar, que eu fiz questão de bloquear.

“Te disseram que opostos se atraem, mas nunca disseram que opostos dão certo.” Disse minha consciência.

Hey Soul Sisters (8)

e aí galera, faz tempo que eu não posto hein? Estou com uma coisinha linda ironia clássica chamada bloqueio. A salvação é que eu tenho alguns outros textos pra vocês. Estou cheia de coisas, sério. No meu colégio vai ter um simuladão do ENEM valendo nota e eu ainda nem peguei no livro, então vocês me entendem, não é? Fiquem despreocupados, não vou largar o blog. Já tenho ele ha tanto tempo que não imagino a minha vida sem o GAS garota de all star. dã. Enfim, era só isso mesmo. AH, outra coisa, dedico essa história a uma garota que é indispensavel aqui no blog. Que lê sempre e sempre comenta. Essa aqui é sua Julyana, espero que goste.

Beijinhos Fantasmagoricos nesse dia das bruxas.

Ray.

PS: depois eu faço um texto de halloween, quando eu estiver com mais imaginação :B

13 comentários:

  1. Adorei o post querida! Muito bem escrito!!

    ResponderExcluir
  2. Não podemos nos iludir com o que é obvio!

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei muito!!!
    Já estava com saudades daqui, mas sei como é bloqueio e escola.
    Boa sorte no simulado!



    ;*

    ResponderExcluir
  4. Ameei o blog! Voce escreve muito beem *--*
    Seguindo aqui , se puder me seguir ou entao fazer uuma visitinha:
    http://akireteixeira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi! Estou divulgando meu blog onde publico os textos que escrevo. Pode parecer idiota estar fazendo propaganda, mas tomei a decisão de publicá-los e gostaria que as pessoas tivessem a oportunidade de ler os mesmos. Conto com a sua visita! http://heismycocaine.blogspot.com/
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Apreciei muito seu site. Estou seguindo.

    ResponderExcluir
  7. Háa ame o poster..
    e sei como é isso. dos opostos se atraim, mas nem sempre dão certo. :(

    Bejão S2

    ResponderExcluir
  8. aain.. senti esse texto (;
    tão tragico e sedutor. muito bom, mocinha *--*
    beeijos .. aguardando mais, e mais ..

    ResponderExcluir
  9. a frase final deu um ênfase " te disseram que os opostos se atraem, mas não disseram que os opostos dão certo " enfim, texto muito bem escrito, realmente hein *-* beijos e hm, deixei um desafio pra você no meu blog, se quiser fazer: http://helcometowonderland.blogspot.com/2010/11/desafio.html
    beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Uau.. que história hein?

    Que safado ele ¬¬'

    ResponderExcluir
  11. HAUHSUAHUSA'

    Amei flor, o blog viu...
    Adorei a historia^^

    To seguindo aí viu!
    Segue o meu tbm^^
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Tu sabe que eu adorei esse texto desde o dia em que você me mostrou né Raah, porque, querendo ou não, você escreve perfeitamente bem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Que intenso! cheguei aqui por acaso e adorei. Já vi que tu é das minhas e por isso quero aproveitar pra te convidar pra curtir o meu www.abcdecami.blogspot.com
    Terminei um namoro recentemente e decidi fazer uma sessão especial: 60 DIAS SEM ELE, um diário público de esquecimento. Te espero lá, viu?
    :****

    ResponderExcluir