quarta-feira, 15 de julho de 2009

Senti sua falta


Ela estava sentada ali, e o tic tac do relógio não parava, ele estaria chegando em poucos minutos e ela nada poderia fazer, era tão inútil ficar parada ali, mas o que ela poderia fazer? Sair correndo? Não, isso não era uma opção. Ela estava obrigada a ficar ali sim, mas uma parte da sua mente queria ficar lá, queria vê-lo novamente, só mais uma vez.

Fazia dois meses que ela tinha partido, dois meses de puro sofrimento, pensando nele em todo o tempo, em cada pensamento ele vinha-lhe a cabeça. Era horrível e ao mesmo tempo um alivio não vê-lo todo o dia. Horrível porque por mais que ela tentasse não conseguia esquecê-lo, ficou com outros garotos, beijou outros lábios mas nada sentiu, porque seus lábios ansiavam pelos dele. E um alivio porque por mais que estivesse perto dele, nada mudaria, não poderia fazer nada, e isso, era uma grande tortura.

Agora eles estavam mais velhos, ela já tinha feito dezesseis e ele dezenove, mas mesmo assim, a diferença de idade era muito grande, mais do que isso, era imensa.

Ela tentou se mexer, mas para sua surpresa não conseguiu, parecia que seu corpo se recusava a tudo que a levasse pra longe dele, parecia que toda a célula de seu corpo sabia que ele estava a caminho, porque a cada medida ela se sentia melhor, como se fosse começar a flutuar a qualquer minuto.

Lembrou-se então do ultimo dia que esteve junto a ele. Ela estava na sala de estar sozinha, todos tinham saído para um ultimo passeio pela cidade, mas ela não quis ir, estava cansada de toda aquela gente rodeando-a, aquilo a sufocava mais do que aos outros, sempre foi uma garota solitária, não gostava de todas as atenções voltadas para ela.

A companhia tocou, ela sentiu seu corpo gelar no mesmo instante, afinal, quem poderia ser? Todos estavam passeando e demorariam horas para voltar. Foi até a porta lentamente, observando tudo com muito cuidado, era a ultima vez que veria aquilo tudo. Abriu a porta igualmente devagar, não tinha nenhum motivo para ter pressa hoje, nada aconteceria.

Ele estava do outro lado da porta, esperando alguém atender, parecia não ter ninguém em casa, até que ele viu um vulto se aproximando, parecia uma garota. “Será ela?” pensou ele “ Não, não pode ser, ela foi ontem” pensou na partida dela com uma imensa tristeza, não queria que ela tivesse ido. “Seu bobão, você não devia ter deixado-a ir”. Mas seus pensamentos foram interrompidos quando ele viu quem estava do outro lado da porta. Era ela.

Ela estava linda como sempre, e ela não se esforçava pra ficar linda, vestia um blusão do Linkin Park com um short minúsculo, o cabelo preso com uma piranha. Ela devia ter acabado de acordar, porque aquela era a roupa que ela dormia, no mesmo instante que ele a viu seu rosto se iluminou.

Ela ficou lá parada sem saber o que fazer, e soltou:

-Oi, desculpa, mas não tem ninguém em casa.

Ele riu

-E você não é ninguém, menina?

-E-eu? Claro que sou alguém. – respondeu ela

- Então pronto – Sorriu

Ela desmoronou como sempre com o sorriso dele, mas não foi só isso, ela adorava quando ele a chamava de menina, era tão doce e carinhosa a forma com que ele falava, era como se ela fosse a menina dele.
- Seja bem-vindo – Gritou alguém que estava na sala, fazendo-a voltar para o presente.

E lá estava ele, lindo como sempre, fazendo-a deslumbrar a cada olhar, a cada sorriso, como ele sempre fazia, fazendo-a derreter por dentro como uma geléia.
Ela se aproximou dele, com as pernas bambas de tanto ficar sentada, foi um gesto involuntário, seu corpo foi sem o comando de sua mente. Ele a viu se aproximando e sorriu, ela parecia mais madura do que na ultima vez, mais mulher.

Ela sorriu de volta, e continuou andando em direção a ele, até que chegou bem perto e sussurou:

- Bem-vindo – foi um sussurro muito baixo, e só ele entendeu

- Obrigado – Sorriu

Em um gesto repentino ele abraçou-a com força e beijou sua bochecha, no meio de todos.

- Senti saudades – sussurrou ele no ouvido da menina

- Eu também – Respondeu ela.

8 comentários:

  1. aaaaaaaaaai , Ameeei essa História *-* '

    ResponderExcluir
  2. Oieeeeee!

    Novidade: um Casaco da adidas branco! Lindoo!!
    E ainda Mp10 de 8gb, cachecol, blusas e muito mais!

    E ta rolando um sorteio de brinco + cachecol!

    Passa lá para conferir:

    http://brechojuci.blogspot.com/

    Beijos
    Ju e Cí

    ResponderExcluir
  3. Nossa qe fooda meu e qe imaginação ;D
    da uma olhadinha no meu blog ;D
    Bjõs'

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus, você tem imaginação hein ?!
    Adorei seu blog, beijos, dá uma passadinha no meu!

    ResponderExcluir
  5. ameei!! sérioo!! eu peço permição pra passar esse texto(com os devidos créditos) pro meu blog!

    explicação: meu blog eh tipo um caça-caça(isso existe?nemligoo), eu ponho as melhores poesias , poemas texto e td maiis qe eu gostar!!

    entra lah: procura-sealguem.zip.net

    ResponderExcluir
  6. Acabei d lembrar d um menino q gosto e to tentando desgostar lendo teu texto. Lembrei pela parte q ele a chama d menina, eh assim q ele chama a mim e mhas amigas.
    To m sentindo meio depre agora mas to sorrindo involuntariamente. :S
    Meu Deus! Sou tao confusa :S
    rsrs
    Texto perfeito! Parabens!

    ResponderExcluir