sábado, 6 de março de 2010

Garota Problema

(Continuação de Garota Veneno)

Foco. Preciso manter o foco. Não vai ser um misero novato que vai me tirar o sossego, eu não posso deixar que ele faça isso. Tenho toda a experiência que toda garota sonha em ter: namorei inúmeros garotos, e dei o pé em todos eles. O que mais uma garota pode querer?

Tudo bem, eu sei, muitas responderiam “Amor”, mas falando sério, quem em sã consciência pode querer uma sentença de morte dessas? Pedir para se apaixonar por alguém é a mesma coisa que suicídio. E outra coisa, amor é tão meloso – eca – muitas pessoas matam e morrem por amor.

Então agora eu pergunto, para que isso? Para ficar que nem sorvete no sol? Se derretendo pelo outro? Desculpe, mas se amar for isso eu prefiro mil vezes a vida que estou levando. É tão mais divertida.

Olhei mais uma vez para o meu relógio. Já era quase meio dia. E eu tinha um plano feito. E Erick que me desculpe, mas ele seria minha próxima vitima.

- Senhorita Hills. – Escutei chamarem-me longe, levantei minha cabeça instintivamente a procura a pessoa que chamou meu nome. – A senhorita parece dispersa hoje. – Disse meu professor de física, Sr Andrews.

- Desculpe, Sr Andrews, estou com uns problemas pessoais.

- Se for o tipo que eu possa ajudar, Alisson. – Ele deu um meio sorriso, como os que ele dava quando estava xavecando as alunas. Patético.

Devolvi o meio sorriso para o meu velho professor de física e pude sentir o prazer de vê-lo segurar a respiração.

- Desculpe, mais uma vez senhor Andrews, mas não é o tipo de problema que um senhor velho possa me ajudar.

Sua testa ficou vermelha de fúria. E, tudo bem, sei que não devia ter feito isso, mas foi tão...divertido. E de que valeria ser a rainha da escola se você não pode ter alguns benefícios com isso?

O sinal tocou. Salva pelo gongo. Rachel veio para perto de mim.

- Adorei o jeito como você deu o fora no Andrews, Ali. Ele ficou uma fera com você.

- Já disse que odeio apelidos Rachel. – disse eu olhando-a friamente e não dando a mínima para o que ela tinha acabado de falar.

Ela pareceu magoada. Em geral eu gosto de magoar as pessoas, e como eu disse, não é cruel, é só mais uma forma de diversão, mas agora me deu um aperto no peito ao vê-la assim. Mas eu não ia pedir desculpas. Não mesmo.

- Desculpe Alisson, - disse ela, já se recompondo – e então? Já decidiu quem vai ser a próxima vitima? – Perguntou com um sorriso diabólico nos lábios.

- Quem mais poderia ser?

Sorri por dentro, Rachel é o tipo de pessoa que aprende rápido todas as táticas e é isso que eu adoro nela, além dela ser o meu centro de informações sobre tudo e todos, e por falar nisso...

- Ok Rachel, o que descobriu sobre o Ronalds?

- Sabia que mais cedo ou mais tarde você iria me perguntar isso. – murmurou ela e logo em seguida engoliu em seco. – Bem, Alisson, não consegui descobri nada, a única coisa que eu sei é que ele morava em NY.

Como assim não descobriu nada? Isso é impossível, Rachel sempre sabe de tudo.

- Nada? Rachel, como assim? Nem do que ele gosta? Nem do que ele faz? Nem do que ele não gosta? Nada?

Rachel balançou a cabeça negativamente fazendo seus cachos ruivos baterem nas suas bochechas.

Dava para ver pelas bochechas rosadas de Rachel que ela se decepcionou com isso, um garoto como Erick Ronalds só podia ter inúmeros podres em sua vida. E era isso que a matava por dentro, não poder descobrir nada sobre uma pessoa.

E isso que me deixava ainda mais interessada nele, um garoto que era um mistério, um verdadeiro desafio para mim.

Despedi-me de Rachel e fui até os armários e lá estava ele. Em toda sua gloria, ao auge dos dezessete, do mesmo jeito de quando eu o vi pela primeira vez.

- Oi! – falei dando o meu melhor sorriso de flerte.

Ele se virou e quando viu que era eu quem estava falando com ele, abriu um grande sorriso.

- Oi, Alisson. Melhorou seu senso de coordenação desde a ultima vez que nos vimos?

- Bem, se eu não caí agora então acho que sim. – mordisquei o canto da boca, olhando para ele.

Ele riu.

- Sabe Hills, escutei umas coisas interessantes sobre você. – disse ele, e nesse momento meu coração simplesmente parou de bater. O que ele pode ter ouvido?

Não deixei transparecer nada da minha insegurança, ao invés disso mostrei-lhe o sorriso mais sedutor que podia e encostei-me no armário ao lado do dele.

- É mesmo? Mas eu estou em desvantagem, não sei nada sobre você.

Ele abriu ainda mais o sorriso, se é que isso era possível.

- Você sabe tudo o que precisa saber, – disse ele olhando-me nos olhos, mas tive que desviar o olhar, se eu ficasse muito tempo olhando nesses olhos azuis tinha perigo de afundar dentro deles. – mas se você quiser saber mais que tal um encontro?

- Perfeito, mas eu que te levo, não gosto de ficar dependente de caras.

- Sei muito bem disso, – Disse ele – mas agora eu tenho que ir Alisson, as 7, marcado?

- Totalmente.

Ele se afastou de mim.

O dia foi passando devagar, até eu decidir o que faria com Erick a noite, e surgiu uma ideia genial.

Arrumei-me toda. Eu estava uma mescla de sedutora e anjo, o que era perfeito. Uma dica: nunca se vista como uma completa vadia ou como uma anja total. O meio termo é sempre perfeito.

Peguei as chaves do carro e fui em direção a casa do Erick. Quando cheguei buzinei uma vez e ele saiu de casa. Estava lindo, parecia um anjo.

Concentração Alisson, você está aqui para conseguir a próxima vitima, não pode ficar de namorico mesmo.

Erick entrou no carro.

- E então, para onde vamos? – Perguntou ele.

- Isso é segredo – Disse eu sorrindo para ele.

Pisei no acelerador, as casas passavam rápido por nós, o vento batendo em nosso rosto, uma sensação de liberdade.

Parei em frente à casa dos Berry, um casal amigo dos meus pais. Eu sabia que eles não estavam em casa porque eles estavam no teatro com os meus pais, e também sabia que eles tinham uma piscina enorme em casa graças aos churrascos entre famílias.

- Porque paramos? Onde estamos? – Perguntou Erick para mim com cara de assustado.

Eu dei uma risada.

- Fique despreocupado, é uma pequena mudança de planos. – disse, logo em seguida dou uma piscadela.

Ele abre um enorme sorriso.

- Então vamos lá.

Escalamos o muro da casa sem dificuldade alguma.

- Então, o que faremos?

- Que tal um banho de piscina?

- Mas eu não trouxe roupa de banho.

Olhei para ele e sorri.

- Nem eu.

Comecei a tirar a camisa deixando o meu sutiã vermelho aparecendo, e quando terminei pude ver a cara de bobo dele. Maravilha.

Logo em seguida tirei a calça e pulei na piscina, mas Erick ficou lá parado, só me olhando.

- Não vai entrar? A água está ótima.

- Isso não é perigoso?

- Sim.

- Então..

- Não dizem que o perigoso é sempre mais divertido? – Disse sorrindo maliciosamente para ele.

Ele sorriu e começou a tirar a camisa, pude ter um vislumbre de seus músculos e quase tenho um infarto. Então ele pula na água, de calça e tudo.

Quando ele voltou a superfície joguei água nele, ele fez uma cara de mal e veio atrás de mim nadando, demorou um pouco até ele conseguir me segurar.

Nossos rostos ficaram a centímetros um do outro. Nossos olhares colados. Mesmo os seus olhos de um azul profundo, que antes eu quase não conseguia olhá-los, mas agora era diferente, agora eu queria me afundar naquele olhar. Éramos só eu e ele naquele lugar. Sem vitimas. Sem planos, sem nada.

- Você é tão linda. – Disse ele passando a mão pala minha cintura.

Senti meu rosto pegar fogo. Seu rosto se aproximava do meu lentamente, passei meus braços pelo seu pescoço e nossas bocas se selaram.

Uma parte de mim falava “Pare com isso agora Alisson, lembre-se do plano” e a outra, uma parte bem maior que a primeira gritava “CALA A BOCA!”

Dentro da casa uma luz se acende.



Peeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeople! Aqui está, conforme o prometido a continuação de Garota Veneno, e como puderam ver, acaba na metade, isso quer dizer que sim! Irá ter a continuação que será o Grand Finally ou seja la como se escreve enfim, depois voltarei as minhas postagens normais, e sim, também continuarei o conto da Natasha e do Fê como a Jessy pediu, o que vocês não me pedem sorrindo que eu não faço chorando hein? Me digam o que estão achando, ok? Enfim era só isso mesmo. Beijinhos gosto de hortelã.

Ray

22 comentários:

  1. OMG, eu uber amei essa história *-* posta o resto ? anyway, amei seu blog (: beeeijos :*

    ResponderExcluir
  2. AMEEEI, dois *-* Quero o resto. Não vai demorar, right? :DD

    ResponderExcluir
  3. noossa,muito legal!vai ficando cada vez melhor,to loka para ler o final!

    ResponderExcluir
  4. *o* ohohoho raah, tá muuuuuuuuuuito perfeito.
    A platéia vai ao delírio e implora a continuação! \õ
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Rayyyyyyyyyyyy please!!! Quero uma postagem do seu blog!!! Me segue lah no twitter, jha to t seguindo, eh o Ponto Pop.
    Bjinhuss
    PS: a historia ta incrivel!

    ResponderExcluir
  6. há ameei, Prefeitoo esse conto *-*
    Parabeens

    ResponderExcluir
  7. Oi Ray tdu bem???
    Meu blog é o wwwcantinhodaviih.blogspot.com

    Adorei o layout novo do blog(principalmente pq é da Hayley Williams do Paramore.
    A historia ta mto legal...

    Bjuuusss!!!

    ResponderExcluir
  8. "Uma parte de mim falava “Pare com isso agora Alisson, lembre-se do plano” e a outra, uma parte bem maior que a primeira gritava “CALA A BOCA!"
    Adorei esse final *-* arrazando, como sempre amor :) depoooois quero uma parceria em pelo menos um post, bls? FALOW.

    ResponderExcluir
  9. Essa menina é do mau neh? u.U
    MAs sabe o que eu acho?que o amor vai mudar ela... =]

    ResponderExcluir
  10. Boa Noite!
    Amei a história! Tri legal! *-*
    Estou seguindo o teu blog, pois adorei as tuas histórias.
    Abraços! :)

    ResponderExcluir
  11. Achando???
    Menina, eu estou amando!
    É, simplesmente incrível.
    Continue assim, ou cada vez melhor...
    =D

    ResponderExcluir
  12. que histoóriiiiia *-*
    supersuper .

    segui o blog .


    by: www.blogdaraymara.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. A-D-O-R-E-I!!

    Super hiper mega POP !

    Fica cada vez melhor!!!

    bjão! =^.^=

    ResponderExcluir
  14. AMEI! QUERO MAIS, QUERO MAIS, QUERO MAIS! *o*
    =*

    ResponderExcluir
  15. Ah, seu blog eh lindo *-*
    mas to com preguiça de ler isso tudo no momento...
    rsrs sorry
    beejos

    ResponderExcluir
  16. Blog muito massa =D to seguindo segue o meu de volta por favor http://bigfunkmais5.blogspot.com Agradeço desde já *-*

    ResponderExcluir
  17. Confesso que não li tudo, mas adorei o que li...
    Seu blog é lindo! Estou te seguindo ;)

    Beijo ;*

    ResponderExcluir
  18. Mininstério da Saude adverte: ler esse conto pode causar dependencia e depressão com a demora da continução!! =/ ta demaais ráh
    minha escritora preferida ♥

    ResponderExcluir
  19. AMEIIIIII, nossa é incrível!! Posta logo o resto, fiquei curiosa agora '-'

    ResponderExcluir
  20. OMG!!!
    PRECISO saber o final desse conto...
    E que ele não seja trágico...
    Estou meio saturada de coisas tristes...
    Mal posso esperar... *-*





    Bejãoooo ;*

    ResponderExcluir
  21. A-d-o-r-ei!
    preciso saber o final desse conto[2]

    ResponderExcluir