domingo, 20 de novembro de 2011

Segredos de uma bailarina

Plié, arebesque, sissone...

Palavras dificeis, mas eram nelas que eu tinha que me concentrar nesse momento, era no balé que eu tinha que me concentrar agora e não em Evan. Ou em seus olhos verde-amarelados lindos, ou em seu seu sorriso que sempre me encantou desde que nos conhecemos e isso é... desde sempre.

- Concentração Mary Anne. - Gritou no minha treinadora, Srta Chewsty.

Segundo ela, o meu talento para o balé é nato, desde pequena eu era a "menina prodigio" do balé, o orgulho da pequena cidade de Midletown, aquela que um dia seria "la première ballerina" de alguma grande companhia de balé. Essa cidade decidiu o que eu seria antes mesmo de mim.

Dançar costumava a ser uma benção pra mim, um lugar seguro para onde fugir quando o mundo estivesse desabando sobre mim. E acredite, isso acontece muito. Hoje é mais uma obrigação, uma pressão incrivel sobre minhas costas.

Cada criatura dessa cidade se ocupou de uma parte do meu treinamento, se eu quiser comprar doces eu não posso, porque isso vai ter consequencias no meu treinamento. Todos negam tudo a mim em favor do meu treinamento.

Eu amo dançar, amo o modo como o meu corpo se move suavemente sem eu ao menos ter que pensar direito, só preciso escutar a musica e meu corpo faz o resto. Mas eu não quero ser bailarina... ou quero, eu não sei. Ninguém nunca me deixou decidir.

E esse é o meu primeiro segredo.

A unica pessoa que o conhece é o meu sempre doce e adoravel, mas infelizmente, melhor amigo. Evan Simons.

Acho que esse garoto de 17 anos me conhece mais que eu mesma. Ele sempre esteve lá quando o mundo desabou, ele sempre foi o meu ombro amigo, sempre foi nele que eu me apoiei para me levantar. Vai ver por isso eu me apaixonei por ele: pelo fato de ser uma pessoa confiavel e incrivelmente compreensivel.

E esse é o meu segundo segredo: eu sou, sempre fui e provavelmente sempre serei perdidamente apaixonada pelo meu melhor amigo de infância.

Como se houvesse algum tipo de ligação magica entre Evan e meus pensamentos, ele aparece e se senta na ultima cadeira do auditório.

Imediatamente paro de me concentrar em minha dança e me concentro nele.

Ele estava lindo, para variar, como se fosse possivel Evan estar feio alguma vez. Ele estava com sua jaqueta de couro preta e seus cabelos loiros molhadas por causa da chuva lá fora.

Olhei para o relogio que ficava ao lado do palco e para a Srta Chewsty.

- Já não está na hora de ir?

- O que? - Ela estava tão absorta em seus papeis que nem ouviu.

- O horario do treinamento acabou. - Dessa vez foi um pouco mais alto.

Ela olhou para o relogio e afirmou com a cabeça, essa era a minha deixa para sair.

Aproximei-me de Evan e ele estava com uma caixinha no colo, apontei para a caixinha, sem dizer nada. Ele sorriu e disse:

- Trouxe um cupcake pra você.

- Louvado seja você, Evan. - Agradeci. Se não fosse por Evan eu nunca teria experimentado nada que não fosse saudavel.

- Mas espere. Eu tenho que te apresentar uma pessoa primeiro.

Ele me puxou pelo braço até fora do teatro.

Lá estava uma garota loira observando a chuva. Ela parecia ser muito bonita.

Evan foi para perto dela, a tocou suavemente, sussurrou algo em seu ouvido, e ela se virou toda sorridente pra mim.

- Anne, essa é a minha namorada, Sam. Sam, essa é a minha melhor amiga, Mary Anne, mas eu só a chamo de Anne.

Choque, tristeza, raiva, todos esses sentimentos passaram por mim, mas não pelo meu rosto, ele continuava suave. Abri um sorriso nada menos que verdadeiro e a comprimentei.

Eu podia estar despedaçada por dentro, mas meu rosto não transmitia nada dos meus sentimentos.

Bailarinas fingem, elas sorriem quando não tem vontade. Eu sou uma bailarina, sei fingir.

E esse, é o eu terceiro segredo.
"Sometimes it lasts in love
But sometimes it hurts instead"
Someone like you - Adele.

Hello Everybody.
Férias galera. Finalmente.
Eu estava com tanta saudade de vocês que eu nem consigo acreditar que eu voltei. Enfim, eu tinha a ideia desse conto fa
z um tempo, mas só hoje tive coragem de escrevê-lo, não sei se ficou bom, o que vocês acham? Eu gostei (um pouco)
Muito obrigada por não desistirem de mim.
Beijos dançantes,
Ray.



9 comentários:

  1. Teus textos são ótimos! Amo todos!
    Besos,sdds Ray :)

    ResponderExcluir
  2. Tava com saudades dos seus textos já rsrs
    esse é tão lindo, ficou muuuuuito bom, parabéns Ray.
    esperando anciosamente o próximo *---*
    bye ;*

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto '-'

    Beijos,
    http://placestyle.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ameei ! Seguindo aqui floor ! Segue o meu blog ? , é novo mais eu acho que ficou legal haha :D

    Thank's !

    ccteenager.blogspot.com :D

    ResponderExcluir
  5. tá brincando? adorei ele *-* vai ter continuação né? por favor, sim

    http://saber-sonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. follow 4 follow?
    http://e-m-p-t-y.blogspot.com/ - follow me and i will follow you ♥

    ResponderExcluir
  7. Oi querida,esse conto ficou ótimo,estou esperando ansiosamente pela continuação.Sou sua fã há pouco tempo,mas já estou adorando o blog,você está de parabéns.
    Beijooooos♥

    ResponderExcluir
  8. Oi,quando será postado o novo capítulo?Estou esperando ansiosamente,beijos

    ResponderExcluir