sábado, 14 de abril de 2012

Leia minha mente.

- Eu estou falando sério, Jennifer! – Sarah gritou para mim.
Revirei os olhos para o jeito dramático dela, eu amo Sarah, amo mesmo, mas às vezes ela exagera. Desde que a conheço, Sarah sempre levou um baita jeito para o drama, não é a toa que ela vai ser atriz.
- Alguém disse que você não está falando sério, por acaso? – Perguntei, sorrindo.
Agora foi a vez dela de revirar os olhos.
- Eu conheço você Jenni, eu sei que acha que eu estou exagerando como sempre, mas eu não estou!
Era verdade, Sarah exagerava sempre, mesmo com os assuntos mais simples do mundo. Como ela diz mesmo? Ah “O drama dá sempre uma pitada de emoção a essa nossa vida monótona”. É, é isso mesmo que ela vive dizendo.
- Ok, - Ela continuou – se não acredita em mim você terá que ver com seus próprios olhos, o nome dele é Trevor Sanders, ele está no segundo, na sua turma de trigonometria. Oh Jennifer, você precisa ver, sei que não acredita em mim, mas o garoto é simplesmente um deus!
Chequei meu horário, trigonometria era só no sétimo tempo, depois do almoço.
- Sarah, como você sabe de tudo isso? – Perguntei realmente curiosa, o garoto mal chegou a Atlanta e Sarah já sabe tudo sobre ele.
Ela deu uma risadinha e um brilho interessante iluminou seus olhos.
- Você sabe que eu tenho meus métodos.
E se foi toda misteriosa para a sua aula de física.
Sorri. Sarah sempre seria o tipo de pessoa que nós não podemos nos acostumar.
As aulas passavam lentamente, o dia não passava de um borrão tedioso, o sono tomava conta de mim, tudo o que eu queria agora era dirigir a minha velha caminhonete Chevrolet em direção a casa amarela de dois andares onde eu morava com a minha mãe e me jogar na cama.
O sinal da aula de inglês tocou.
Graças a Deus agora era a hora do almoço, uma hora sem escutar o blábláblá que vinha dos meus velhos professores.
Já estava passando pela porta quando minha professora, Sra Robbens, me chamou.
Suspirei.
- Em que posso ajudá-la, Sra Robbens?
- Jennifer, estou preocupada com você. Você era a minha melhor aluna, suas redações me emocionavam, mas agora... – Ela pigarreou tentando achar as palavras certas para a situação. – Bem, desde que seu pai faleceu você perdeu a emoção, seus textos não passam de palavras no papel. Parece que você não está mais sentindo.
Aquelas palavras fizeram meu coração desmoronar, escrever era simplesmente minha vida, eu colocava meus sentimentos no papel, era a única forma que eu tinha de me expressar, mas desde que meu pai morreu, eu não conseguia escrever mais nada. Eu queria chorar ao lembrar dele, queria sair correndo daquela sala e ficar sozinha. Mas ao invés disso eu continuei com a minha mascara diária de desinteresse.
- E daí? – Perguntei em tom monótono.
A Sra Robbens abriu e fechou a boca, depois balançou a cabeça em desgosto. E, finalmente, falou:
- E daí nada Jennifer, desculpe fazê-la perder tempo.
- Tudo bem. – disse e saí da sala.
Peguei um papel que estava dentro do meu fichário, foi a minha ultima redação antes do meu pai morrer. Quando eu ainda era eu mesma.
Não via para onde estava indo. De repente esbarrei em algo forte a minha frente e em seguida senti algo gelado se espalhar pela frente do meu moletom. Espera um minuto. Isso aqui é suco de uva. Droga!
- Desculpa! – Falou um garoto a minha frente.
Passei as mãos desesperadamente pelo meu moletom, analisando o estrago. Ele estava devidamente ensopado. Podia ir para a lixeira agora.
- Merda, Merda, Merda! – Eu repetia sem nem olhar para o cara que pedia desculpas para mim. Sinceramente, seria melhor ignorá-lo para não sair falando coisas que não deveria falar.
- Será que eu posso ajudar? – Perguntou o garoto o qual eu ainda não tinha olhado o rosto.
- Não! – Vociferei – Você não acha que ajudou demais para um dia só, não? – E finalmente olho para o garoto. O meu objetivo era olhá-lo com o pior dos meus olhares furiosos e depois sair dramaticamente dali para que eu pudesse tirar aquele moletom fedido à uva de cima de mim. Mas meus planos foram completamente estragados quando eu vi seus olhos cor de mel. E foi isso, foi o bastante para me hipnotizar.
- Desculpa, mas foi você que surgiu do nada e veio pra cima de mim como uma louca. Eu não consegui desviar. – E ele sorriu. Seu sorriso me deixou boba. Afinal de contas quem diabos era aquele cara e quem ele pensava que era para sair por ai seduzindo as pessoas assim?
Balancei a cabeça duas vezes, saindo do meu transe.
- O que? Eu estava andando, você que surgiu do nada e derrubou essa porcaria de suco em mim. E ainda por cima ferrou com o meu moletom. Você me deve um novo, e sabe disso.
- É o que? – Seu sorriso cínico desapareceu de sua boca e no lugar surgiu uma careta de transtorno.
Isso! Strike! 1 para Jenn, 0 para o garoto incrivelmente lindo e incrivelmente estúpido do suco de uva.
- Está avisado. – E, voilá, aqui estava a minha saída dramática.
Assim que me afastei o suficiente Sarah veio ao meu encontro.
- O que foi aquilo? – Perguntou ela enquanto eu tirava o moletom ficando apenas com a regata que estava vestindo por baixo.
- Só mais um inútil pensando que é o máximo.
- Resposta Errada. Esse era o deus que eu estava te falando hoje cedo. Esse é o Trevor.
- Então, meu bem, você está bem pior do que eu pensava para achar aquilo um gato – Mentira.
O sinal tocou. Aula de trigonometria.
Uma risada ecoou pelos lábios de Sarah.
- Boa sorte na aula de trigonometria. Você vai precisar.
Oh. Eu tinha me esquecido disso.
Quando eu cheguei a sala de aula estava atrasada. O meu velho professor olhou pra mim com raiva por ter atrapalhado a sua aula e depois apontou para o único lugar vago na sala. E olha a minha sorte. Ao lado do idiota do Trevor.
Assim que me sentei, ele se inclinou e me passou um papel. Dizia assim:
Sinceramente, prefiro você com essa roupa do que aquele moletom horrível.
E eu não te devo outro coisa nenhuma.
Ass: Trevor.
Ignore, é o melhor que pode fazer.
A aula passou relativamente rápido, com os bilhetinhos que Trevor me enviava. Alguns eram engraçados, eu tinha que admitir. Mas eu continuei ignorando-o.
Quando o sinal tocou avisando-nos que teríamos que mudar de sala (outra vez) fui em direção a porta praticamente correndo e não olhei uma só vez na direção de Trevor.
Eu já estava no corredor quando senti uma ligeira pressão no meu ombro. Virei para avisar a pessoa que eu estava com pressa. Não devia ter me surpreendido ao ver quem era. Trevor.
Tive que respirar lentamente para não entrar em um colapso nervoso.
- Porque tanto ódio? A gente nem se apresentou. Você nem sabe quem eu sou.
- Olha aqui, babaca – Foi o que meus lábios disseram, mas meu corpo queria simplesmente estar perto daquele “babaca” – Estou tentando te avisar. Você já causou estragos demais para seu primeiro dia!
- Eu sei, eu sei. É so que... – Ele parou de falar parecendo estar pensando em algo. – Pera aí, como você sabe que esse é o meu primeiro dia?
Oh Oh tinha esquecido completamente que para ele eu era uma total estranha, o que definitivamente ele não era para mim, graças a minha querida e amável S.
- É só que... Só que eu sou veterana aqui há 2 anos e nunca te vi. Presumi que você fosse novato. Estou errada?
- Não.
- Então tudo bem. Eu vou indo agora, senão eu sou capaz de avançar na sua cara por causa do meu moletom. – Bom, eu tinha realmente que ir senão avançaria na cara dele, mais precisamente na boca dele. Oh meu Deus, essa não sou eu! Não fui eu que pensei isso!
- Sabe, pra uma pessoa tão pequena você bem que é muito valente, pequena Jenni.
Encarei-o boquiaberta.
- Como é que você sabe o meu nome?
- Bem, você não é a única que tem suas fontes.
- Que seja. – Me virei para sair, mas uma pressão no meu cotovelo me impediu
- Você não vai a nenhum lugar. – Falou ele com um sorriso irônico nos lábios.
- O que você quer de mim?
- Quero saber por que fica tão nervosa quando está perto de mim. É só isso.
Bem, o que eu poderia dizer? Que fico nervosa porque não agüento olhá-lo por muito tempo? Porque me perco na imensidão de seus olhos? Porque tudo o que eu queria agora era que ele pudesse ler minha mente. E ela repetia. Beije-me. Beije-me. Beije-me.
Nada aconteceu.
- Quem sabe porque você é garoto mais idiota que eu já conheci em toda minha vida?
- Não, não é isso. – Disse ele se aproximando de mim.
- Porque seria então? – Perguntei nervosa com a sua proximidade.
Beije-me. Beije-me. Beije-me. Beije-me.
- Porque você quer estar mais próxima de mim.
Beije-me. Beije-me. Beije-me. Beije-me.
- Isso não é verdade – Disse eu com um sorriso cínico nos lábios.
Beije-me. Beije-me. Beije-me.
- Não minta para si, dá pra ver isso nos seus olhos, Jenni.
Beije-me. Beije-me.
Só uns centímetros separavam nossas bocas. Eu podia sentir o calor de seu corpo.
- Só uma palavra, só diga que quer. Só isso.
Beije-me. Beije-me.
- Não.
- Resposta errada.
Então ele realmente leu minha mente, me beijou como nunca ninguém tinha beijado antes.


Hey Ho Let's Go!
Terceiro ano aqui, galera! comolidar? Bem, eu definitivamente não estou sabendo lidar com esse ano, tanta coisa pra se fazer, estou totalmente perdida, alguém me ajuda? Enfim, tenho post guardado pelo que parece ser seculos, mas não quis postar porque 1) ADOOOOOOOOOOOORO ELE e morro de ciumes. 2) tá grande demais! Mas acho que vale a pena ler, o que vocês acham?

Beijinhos de uma pré-universitária,
Ray

17 comentários:

  1. que post mais lindo, muito lindo mesmo. Não só esse como todos os outros, são textos inspiradores e maravilhosos.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  2. que texto lindo Ray, amei muito mesmo. saudade dos teus textos, adoro todos *-*

    ResponderExcluir
  3. Fico feliz que tenha compartilhado seu texto conosco. Eu não sou muito fão de histórias românticas, mas seu blog me cativou, espero que continue sempre postando, adoro seus textos, beijoooooos

    ResponderExcluir
  4. Olá Linda, tudo bom? vim conhecer o blog e adorei
    ja estou seguindo, ótimo fim de tarde beijinhos:*

    http://girlpiink.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie . Que perfeito seu blog *-* , seguindo ,dá uma olhadinha no meu e me segue tbm se puder*-*
    //moquecadeovo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Gostei bastante, a princípio fiquei com preguiça de ler, pelo tamanho ... mas vale a pena e é bem rapidinho (:
    Devo dizer que em algumas partes me lembrou Crepúsculo (que nem sei se tu já leu ...) , mas só em algumas partes!
    Enfim ... ;)

    ResponderExcluir
  7. Adorei seu cantinho!!!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  8. lindo lindo lindo seu lugar!

    Me sentiria honrada se seguisse meu blog, que estou retomando após ficar um longo período longe deste universo;

    Sim, o blog é o Cofffe and Cigarretes.

    Beijinho :*

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Adorei o seu blog! Estou seguindo!

    Te convido a visitar o blog da minha loja: http://andrezaacessorios.blogspot.com.br/ e a nossa lojinha: http://www.elo7.com.br/andrezaacessorios
    Conheça também o meu blog de beleza: http://beautyblush.com.br/
    Espero sua visita!!!!

    Beijossss
    Andreza

    ResponderExcluir
  10. liindoooo o seu blog ameii... pf se possivel siga o meu blog:wwwshowdeamiga.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Geeeeente, que lindo muuuuuuito mesmo. Os seus textos são lindos. Queridas, entrem no meu blog? Não tem textos tão lindos como o daqui, mas estou no comecinho talvez um dia fique tão bom quanto aqui! http://setedeabril.blogspot.com.br/ Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. muiiito boom :)

    apequena-travessa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Nossa, que texto lindo.. adoro romance assim, você se inspira onde?! *o*

    Visite meu blog, está super atualizado! Ah, e se seguir, me avisa por favor? Seguindo seu blog, pode né? rs @esteffanifontes - tt
    Aos Dezesseis Anos - aosdezesseisanos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Adoreeei o texto, muitoo lindo, você escreve muito beeem!

    Seu blog é incríveeeeel!!!Parabéns!
    Já virei seguidora!
    Te convido pra conhecer o meu blog.
    Te espero lá.
    Bisous.

    http://pequenomuffin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Very informative and trustworthy blog. Please keep updating with great posts like this one.
    cinsel sohbet
    I have booked marked your site and am about to email it to a few friends of mine that I know would enjoy reading
    çet sohbet
    Thanks for your explanation was very good effort, while health information in your hand
    sohbetci

    They look very nice, wonderful =)

    sohbet net -
    yazgülü sohbet -
    seviyeli sohbet -
    adana sohbet -
    kerizim -
    çet sohbet -
    yazgülü -
    sohbet et -
    yonja -
    cinsel chat

    ResponderExcluir